Caminho da Paz

Apoiando

Missionários de Bom Jesus dos Perdões – SP têm feito um maravilhoso trabalho de evangelização pelas escolas da cidade. Neste primeiro semestre de 2018, eles acompanharam adolescentes da 7ª série da Escola Estadual Damante e utilizaram o livro “Caminho da Paz”, produzido pela AMME evangelizar para levar a Palavra de Deus ao público adolescente.

O coordenador do projeto, Lindomar Adriano de Souza, diz que escolheu o livro “Caminho da Paz” porque ele trata de uma questão comum entre os adolescentes: o bullying. “Nós já havíamos realizado um trabalho semelhante no ano passado em uma outra escola da região e a diretoria da escola nos pediu para acompanhar os alunos da 7ª série porque eles estavam dando muito trabalho”, disse Lindomar. “Nós, então, achamos ideal utilizar o livro caminho da Paz porque ele trata sobre o bullying, que era um dos principais problemas da turma”.

Durante meses, 130 alunos da Escola Estadual Damante foram acompanhados pelos missionários e Lindomar explica um pouco como foi feita a evangelização. “Nós estivemos com eles durante todo o primeiro semestre e tratamos os sete níveis que estão no livro. Fizemos brincadeiras, dinâmicas e levamos a Palavra para eles. Ao final das aulas, os alunos eram incentivados a fazer algo para o mural disponibilizado pela escola. Nesse mural, nós e os alunos montamos o Caminho da Paz e a intenção era mostrar a eles que Jesus é esse caminho”, afirmou.

De acordo com Lindomar, é gratificante ver a transformação dos alunos. “Após o termino do trabalho, nós fizemos uma pesquisa para saber se eles gostariam que voltássemos e praticamente 90% dos alunos responderam que sim. Isso mostra que a semente foi plantada nos corações deles”.

O que é o Caminho da Paz?

É um programa da AMME para a evangelização de adolescentes a partir de um grave problema dessa idade: a Violência Repetida entre Colegas – bullying. Nossa pesquisa identificou que o pilar que segura essa estrutura de pecado que traz tanto dano a todos os adolescentes é a falta de repertório. Os adolescentes não sabem, não são treinados para agir de outra forma, então agridem. Através da leitura de textos bíblicos e debates de aspectos desse tipo de violência, a Igreja desenvolve um repertório de novas atitudes que podem diminuir e até extinguir o bullying em um determinado grupo.

Tagged

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *