Transformação pela Palavra

Apoiando Capacitando Motivando

Em uma sociedade rodeada pelo secularismo, egoísmo e pecado, a Igreja Evangélica tem perdido as novas gerações para o pensamento mundo. Nós cremos que as crianças, adolescentes e jovens precisam ser a prioridade na evangelização e empoderá-los para que eles deem fruto, ou seja, acreditamos que eles são alvo e agente da evangelização.

É por isso que a AMME evangelizar e OneHope, juntamente com outros ministérios parceiros, têm trabalhado arduamente para evangelizar os mais jovens em todo o mundo. Para nós, é motivo de grande alegria quando vemos os frutos deste trabalho.
Abaixo você poderá ler o testemunho do jovem Gustavo Henrique, de São Paulo.

A história dele tinha tudo para ser trágica, mas ainda criança conheceu o Evangelho através do ‘Livro da Vida’, foi salvo por Jesus e agora compartilha a mensagem da Palavra de Deus com outras crianças, adolescentes e jovens. Confira o testemunho dele abaixo:

Meu nome é Gustavo Henrique da Silva, nasci no dia 21 de junho de 1995, e resido em São Paulo-SP. No bairro onde moro, a maior parte dos moradores é de classe social muito baixa, e infelizmente, o tráfico de drogas, o roubo e a prostituição dominam.

Minha família é formada por meus irmãos e meus pais, entretanto, como estes nunca se casaram, moro apenas com minha mãe e meu irmão mais novo. Também sou membro da Igreja Batista Jerusalém, da qual sou um dos professores do Ministério Infantil.

Assim como dito anteriormente, desde pequeno, não tive uma presença paterna. Em minha casa moravam eu, minha mãe meu irmão mais novo, minha irmã  e meu padrasto. Ele era meu único referencial paterno, mas estava envolvido com tráfico de drogas.

Passamos por algumas dificuldades quando minha mãe se separou do meu padastro porque ela ficou desempregada. Sendo assim, para ela, a única solução para conseguir recursos naquele momento, foi tentar trabalhar vendendo drogas. Como os traficantes gostavam muito da nossa família, não permitiram que minha mãe se envolvesse naquela vida. À partir daquele dia tudo começou a mudar, pois minha mãe começou a buscar a solução em Deus.

Em uma madrugada ouvindo uma pregação pela rádio, um pastor chamado André Fabiano, começou a orar e chamou minha mãe pelo nome, disse que se não voltasse para o caminho do Senhor, ela desceria à sepultura. Pediu para que entrasse em contato urgente com ele, pois queria conversar com ela. Naquele momento começamos a chorar e logo entramos em contato com ele. Marcamos de encontra-lo na sua igreja (Igreja Batista Unidos na Graça) naquela mesma semana.

Minha mãe, junto com uma prima minha se reconciliou com Cristo. E à partir daquele dia, muitas coisas mudaram. Esse pastor nos ajudou muito, foi usado por Cristo para nos trazer uma esperança. Ele abriu uma igreja (Ministério Plenitude de Avivamento) perto da minha casa, assim, muitos amigos e pessoas da minha família foram alcançadas.

Eu conheci o “Livro da Vida”, em um dia que estava ouvindo rádio, participei de um Quiz bíblico e a recompensa foi um exemplar dele. Vocês não podem imaginar a alegria ao receber aquele livro colorido e cheio de atividades. Eu fiquei tão feliz com presente que fazia questão de mostrar para todos que visitavam minha casa. Ao folhear cada página era como se meus olhos se abrissem, começava a entender tudo que o pastor falava. As histórias começavam a fazer sentido para mim e que mesmo sendo criança precisava obedecer a Jesus. Eu lia várias vezes o livro, e tinha tanto amor por ele, que depois ler, guardava em um lugar seguro porque não queria que meus amigos e irmãos estragassem.

Infelizmente, como ainda morávamos na beira do rio, em uma enchente que houve, não conseguimos salvar nossas coisas, inclusive o meu livro que estava guardado em casa. Eu fiquei muito triste, porque não tinha ideia onde encontraria outro igual.

Após um tempo, minha mãe se esfriou na fé e acabou saindo da igreja, e eu e meus irmãos consequentemente saímos também. Mudamos para uma outra cidade, não conseguimos nos adaptar e voltamos para São Paulo.

No começo da minha adolescência, conheci um programa evangelístico chamado “Vem Ser” que além de pregar o evangelho também ajudava as crianças e adolescentes com reforço escolar, porém, eu não ia para o projeto com a intenção de aprender, mas com o interesse de ganhar presentes que eram doados, ao fim do ano, para os que participavam.

Eu era um adolescente muito bagunceiro, a professora quase não conseguia dar a aula, pois eu e meus amigos ficávamos bagunçando. Entretanto, como a Palavra de Deus é poderosa para transformar, no ano de 2011, comecei a levar a sério as coisas de Deus, no final desse mesmo ano, em um culto na casa da minha vó, tomei a decisão de abandonar a vida passada e começar uma vida nova.

Comecei a ir para o projeto não mais pelo lanche ou presentes, e sim desejoso em obedecer a Jesus. Eu me recordo que pedia para minha professora que era a missionária Rosana, filmes que me ajudassem a entender mais a Bíblia e quanto mais estudava a Palavra, mais convencido ficava que precisava colocar em prática tudo que estava aprendendo. Ficava tão incomodado, pois queria ser um verdadeiro discípulo de Jesus, lutava todos os dias, contra o ambiente que vivia, minha família, dificuldades financeiras, e apelos para ganhar dinheiro fácil, traficando e roubando.

Em 2012, fui convidado a participar da escola de liderança “Pacificadores”. Estudamos o livro de Neemias, cada vez mais, a certeza de que havia tomado a decisão correta era confirmada no meu coração.

Assim que voltei do Pacificadores, comecei a conhecer a AMME mais a fundo e fazer serviços voluntários. Ao ver o tamanho da obra realizada por Deus, através dessa missão, a minha fé crescia.

Em um dia, enquanto estava arrumando algumas coisas no escritório do pastor Bernardo, avistei o “Livro da Vida” exposto em uma de suas prateleiras. Naquele momento, corri para falar com a missionária Rosana, pois não sabia que a AMME havia feito a distribuição daquele material no Brasil. Eu não podia conter a felicidade de estar diante daquele livro que a enchente levou e que nunca mais tive acesso. Passou um filme em minha cabeça, comecei a lembrar o quanto ele marcou minha infância, o cuidado que eu tinha com ele, dos momentos que passamos naquele período, a forma pela qual o ganhei, do amor do pastor sobre minha família, e como isso nos trouxe esperança. Eu nem conseguia acreditar como Deus fez primeiro eu participar de um projeto liderado por uma missionária da AMME, ser enviado para uma escola de liderança desse ministério, e por fim, ser voluntário da missão responsável pela entrega do livro que foi essencial para que estivesse aqui, firme nos caminhos de Cristo.

Hoje através do mesmo ministério que fez esse livro chegar até mim, sou capacitado e incentivado a levar esse mesmo Evangelho à outras crianças, jovens e adolescentes.

Faço isso, como professor no ministério infantil da igreja na qual congrego e por um projeto que trabalha com as crianças e jovens da comunidade, inclusive, esse projeto é bem parecido com o que eu fui alcançado pela igreja local, o Vem Ser. Quero levar a cada criança, adolescente e jovem o mesmo Evangelho que me alcançou anos atrás.

Sou grato a Deus pela vida de cada pessoa que sonhou, criou, e se entregou, para que outras pessoas pudessem ter o acesso ao evangelho de forma interativa. Em função do trabalho que vocês desenvolveram e tem exercido com tanta excelência, muitas pessoas como eu, tem o coração grato por saber que existe alguém de algum lugar do mundo que por tanto amar a Cristo, se entrega em favor do próximo.

Crianças, adolescentes, jovens, adultos, por todo o mundo, têm sido alcançados, transformados e libertos pelo Evangelho que salva, através de uma missão que prega o todo Evangelho a toda criatura.

Sou grato por ter sido alcançado por Cristo através da AMME e da OneHope. Graças à Ele e a vocês, hoje estou firme nos caminhos do mestre e posso ensinar crianças que, assim como eu, precisam da Única Esperança: Jesus!

Tagged

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *