Tempo com Deus na universidade

Apoiando Motivando

A evangelização das novas gerações é essencial para o presente e futuro da Igreja Brasileira. Por isso a AMME Evangelizar tem trabalhado em parceria com diversos ministérios pelo país, buscando aprimorar a comunicação do Evangelho às crianças, adolescentes e jovens. Além de desenvolver materiais exclusivos para esse público, a agência missionária capacita os mais jovens para que eles percebam que são alvo e agente da evangelização, ou seja, devem evangelizar e dar frutos para a glória de Deus.

Ensinamos isso durante o Pacificadores, a escola de liderança da AMME evangelizar que é realizada anualmente no mês de janeiro. Além de incentivar a nova geração a liderar, nós estimulamos os alunos a desenvolverem um projeto de evangelização para que coloquem em prática o aprendizado do PACI.

Um dos frutos da escola de liderança da AMME tem acontecido na Universidade Cruzeiro do Sul, em São Paulo. Após participar do PACI 18, a jovem Natalia Corvino decidiu colocar em prática o projeto que Deus pôs em seu coração: reunir pessoas para louvar, adorar e compartilhar a Palavra de Deus nas dependências da universidade. Foi aí que nasceu o projeto Tempo com Deus.

“Comecei com a ajuda dos missionários da AMME, Eduardo e Angélica. Estava falando com eles sobre os frutos do espírito, segui os conselhos que eles me deram e a vontade de colocar a ideia em prática foi crescendo. Eu estava orando sobre isso desde 2017 e, após o PACI 18, decidi buscar ajuda de outras pessoas para darmos início ao projeto. Começamos com poucas pessoas e, graças a Deus, temos 97 pessoas envolvidas atualmente”, afirmou Natalia.

Natalia (em primeiro plano na foto) deu início ao projeto Tempo com Deus após participar do Pacificadores

As reuniões do “Tempo com Deus” ocorrem às segundas e quartas-feiras, uma hora antes do início das aulas no período da noite. Nesses momentos, os jovens louvam, oram e compartilham o Evangelho com todas as pessoas que queiram participar na universidade.

Já formada em engenharia civil, Natalia celebra o fato de contar com o apoio da administração da universidade: “No início foi um pouco difícil porque a administradora da universidade era espírita e não nos apoiava, mas após um tempo uma nova pessoa passou a ocupar o cargo administrativo e, para a glória de Deus, ela é evangélica e tem nos auxiliado muito”, declarou.

Por fim, ela agradece pelo apoio e união do grupo que tem trabalhado na liderança do projeto: “Os meninos que me ajudam são meninos de Deus. Eu orei a Deus que colocasse pessoas com o mesmo propósito, e Ele respondeu de forma incrível. Nós trabalhamos em equipe e o mais bonito é que cada um é de uma denominação, mas somos muito unidos e amamos muito uns aos outros”.

Tagged

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *