17 anos de AMME: Projetos desenvolvidos

Motivando

Durante os 17 anos de história, a AMME evangelizar sempre procurou mobilizar a Igreja Evangélica Brasileira para a evangelização. Se no início os recursos utilizados eram os materiais da OneHope traduzidos para o português, com o passar dos anos a agência missionária se estruturou e passou a produzir suas próprias ferramentas evangelísticas. No artigo de hoje, falaremos um pouco sobre alguns projetos desenvolvidos pela AMME evangelizar ao longo dos anos.

O primeiro deles é o Frutificar, uma conferência bíblica realizada a partir de 2006 e que passou por igrejas de todas as regiões do Brasil. Cada evento tinha duração de três dias e era marcado por ministrações do pastor José Bernardo sobre temas relevantes para a evangelização, isso porque o seminário foi criado com o intuito de alertar a Igreja sobre a importância da questão.

De acordo com o missionário Carlos Coutinho, da AMME evangelizar, esse período foi muito marcante. “O frutificar foi maravilhoso porque nós íamos às igrejas e falávamos abertamente que a missão delas era evangelizar. Nós rodamos o Brasil todo com esse projeto e vi inúmeras vidas serem transformadas”.

Em meados de 2007, a AMME evangelizar realizou a pesquisa SUPER20. Essa trabalho resultou em um relatório sobre o crescimento da Igreja Evangélica Brasileira. SUPER20 detectou que 77% das conversões das últimas décadas aconteceram na faixa dos 4 aos 24 anos de idade, sendo que o grupo em que houve mais conversões foi o de adolescentes entre 11 e 17 anos. Esses dados motivaram a criação de um amplo programa que procurou estabelecer o adolescente como alvo e, ao mesmo tempo, agente da evangelização.

O amplo programa de evangelização incluiu os livros Líder Adolescente, TEEN10 Superpowers, a palestra Pais em paz e a Ferramenta de Avaliação do Ministério dos Adolescentes.

Por fim, outro marco na história da agência missionária foi o programa Evangelização Total. Esse projeto foi criado a partir de um conceito desenvolvido pela AMME conforme a Grande Comissão relatada no Evangelho de Marcos. O conceito, que serve como critério de avaliação do desempenho da igreja e da liderança, era baseado em quatro diretrizes: 1) Todo crente deve evangelizar; 2) Todo mundo deve ser evangelizado (grupos, culturas, estratos sociais); 3) Todo o Evangelho deve ser pregado, a partir da necessidade do ouvinte; 4) Toda pessoa deve ouvir o Evangelho.

A Evangelização Total abrangia o que a AMME denominava “Evangelização com texto e contexto”, ou seja, uma evangelização profundamente bíblica e objetivamente direcionada para a transformação das pessoas dentro da realidade em que vivem. A Evangelização Total também incluía o entendimento de que a manifestação do Evangelho pelo ensino, pregação, testemunho e representação era a maior contribuição social que a Igreja poderia oferecer.

Graças a esses recursos e, principalmente, ao sustento dado pelo Senhor, a AMME evangelizar conseguiu alcançar mais de 140 milhões de pessoas com a mensagem do Evangelho durante esses 17 anos de história. Para a Glória de Deus!

Tagged

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *